quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Parabéns

Eu queria dizer-te mil coisas. Sim, eu tinha mil assuntos a tratar, todos estes recheados de tranqüilidade, inquietação e, sobretudo carentes de monotonia. Mas aquele a ditar que a vida é uma alegria, está enganado. Descobri que não se trata de ser, mas de estar.
Eu estava, eu estou, eu quero voltar a SER. Com uma chuva de palavras, meus assuntos esvaíram-se. Estou vazia de assuntos, suas palavras me esvaziaram, você não tinha esse direito.Não tinha.
Mas sabe, vida? Eu perdoei-te, mas infelizmente (ou não infelizmente assim) não esqueci; da minha boca os assuntos não saem, não são mais livres, quem sabe a mágoa não os tenha seqüestrado?
Não me deixe assim, Vida, hoje é dia 21! Hoje é dia 21 e é só isso que importa, e desista de mim, mas não de nós. Hoje é dia 21 e está chovendo, está chovendo como no primeiro 21, vida. É dia 21. Deixarei as águas levarem embora as mágoas se você vier junto com a correnteza das enchentes. Faz a chuva me alagar, vida. É dia 21 e é isso que importa, e está chovendo. Não desista de mim, não desista de nós. Está chovendo e cada lágrima de chuva é uma gota que cai. Não quero lágrimas, Vida, transforme-as em assuntos. Preciso dos meus assuntos.
Achei que era o fim, Vida, achei que estivesse fatigada a ficar muda, achei que meus assuntos faltariam e seria o fim. Mas veio dia 21, eu lembrei meses que tiveram asas, eu sorri. Eu sei que você pode, vai, faz meus olhos curarem. Não desiste de nós, eu sorri! Não desiste de nós, me faz acreditar, ainda há tempo, vida. É dia 21... Tá chovendo, amor.

2 comentários:

  1. arrasou gata, tá de parabpens, o blog tá foda !

    ;D

    ResponderExcluir